Tal qual



Vicente Cruz liga e diz que não sentiu inveja de Piratas da Batucada, como levado aos ares, por aqui.
Mas reconhece que, a exemplo de Boêmios do Laguinho, os ‘amarelinhos’ também bateram um bolão no Sambódromo.

Visita



Jaime, obrigado por ter frequentado o meu refúgio de trabalho, hoje.
Pra este simples operário da imprensa tucuju, você continua sendo o CARA pra governar o Amapá.

Fisiologismo



Pra não ter que se apadrinhar por aqui, anda assim de petistas, em Brasília, correndo atrás de cargos federais no Amapá.
Né, Lourival Freitas?

Estaleiro



Não vi o Randolfe desfilando no Sambódromo, nesse carnaval.
Seria por estalos no madeirame? Tão jovem e já necessitando de reparos …
Sei, não!

Entulho carnavalesco



Amanhã vence prazo pra que escolas retirem alegorias deixadas no entorno do Sambódromo.
Mesmo com ameaça de multas pesadas, du-vi-deo-dó que façam isso.

Tô nessa!



Lucas Barreto estava só esperando passar o carnaval pra anunciar.
Vai disputar o vistoso e cobiçadíssimo ‘trono’ de Clécio Luís, na prefeitura.
Será, mano?

Saideira



Hoje, ao alvorecer do dia, ainda havia gente de Piratas da Batucada caindo de ‘porre’ nos bares da orla da cidade.
E cantarolando marchinha: ” Você pensa que cachaça é água … Cachaça não é água, não!”.
Ô, gente!

Parecença



Penso ser de ‘brincadeirinha’, mas já penduraram nas redes sobre um novo ‘governo paralelo’, mas no âmbito municipal, desta feita.
E com largada a partir da construção de abrigos de ônibus, em madeira e nos bairros periféricos da cidade, prioritariamente.
A conferir.

Dez! 



Nota dez pra Liesap pelo belíssimo carnaval no Sambódromo.
Reconhecimento extensivo à polícia militar, que soube conter carnavalescos mais aloprados e sem se valer da violência.

Calminha



Nada de pânico.
O mundo não vai acabar só porque Boêmios investiu alto, mas não ganhou o carnaval.
Acontece, né?

Parcimônia



Logo, logo o Procon bota nas ruas a ‘Operação Barnabé’, para que financeiras contenham ímpetos na liberação de empréstimos consignados, sem que o servidor fique com a corda no pescoço e eternamente endividado com a instituição.

Trapaça



Os franceses foram se meter com brasileiros e também acabaram enfiando
dinheiro pelo ralo —38 milhões de euros pela ponte Oiapoque/Saint George, que já virou notícia enguiçada do ano.

Paladar



Pra gostar, tem que sentir água na boca, coisa raríssima entre paulistanos, hoje em dia.

Rixa celestial



Até parece que São Pedro não vai com a cara de São Paulo, onde faz chover quase todo santo dia, menos no Sistema Cantareira.
Intrigas dos tempos de apostolado, quando discípulos de Jesus Cristo..

Prestígio



Feito presidente duas vezes —Amprev e Conselhão da CEA, Arnaldo Santos já não tem mais do que reclamar da vida.