Decepção


WGóes: “O Amapá paga hoje em dia, por duas dívidas, R$ 20 milhões por mês para CEF e BNDES. Nossa expectativa era por uma carência e depois pagamento com diminuição de parcelas ao longo de 16 meses, mas isso não aconteceu.”