Silêncio sepulcral


Já conselheiro do TCE, JK não deu mais o ar da graça e, segundo gente da cozinha dele, trata-se de silêncio estratégico, porque permanência no cargo ainda depende de desdobramentos judiciais.
Pisa em ovos, por assim dizer, porque revés o tira da vida pública, por já não exercer mandato político.