Reação



Promotora Andréa Guedes vai recorrer da decisão do juiz Adão que inocentou Waldez, Gilvam e Adiomar, no caso da suposta compra de votos na eleição de 2016.