Cerco


Secretário Jorge Amanajás (Setrap) segue com bens indisponíveis por conta da Operação Eclésia, no tudo a ver com diárias indevidas enquanto deputado estadual.
Sem data pra acabar, bloqueio vai até 698 mil reais.