Desavença


Já está o maior quebra pau entre Marba e Paulinho Ceará, este último presidente do Santos, mas que o primeiro insiste em chamar de ‘seu’, apesar de apenas presidente de honra do clube.
A cota de R$ 500 mil da CBF como pano ensanguentado de fundo.