Interpretação



Para Randolfe, prisão só após condenação em última instância dá insegurança às sentenças judiciais e leva à impunidade.
“E prisão em 2ª instância evita impunidade”, enfatiza.