Lida



Já fora da corregedoria, ‘por um nocaute provisório’, dizem, mas agora de alto a baixo sob fiscalização do CNJ, Agostino Silvério segue usando caneta poderosa no exercício do desembargo no Tjap.