“Se eu errar, o PT volta”, Bolsonaro tem admitido a mais próximos, ultimamente.