Faz de conta



Mais de 100 ‘fantasmas’ identificados pelo MP-AP em órgãos estaduais – que supostamente ganhavam sem trabalhar – ainda vão causar muitas assombrações.
Promotores (MP) investigam com lupa o caso.