Coalisão



Até 6 de janeiro segurança na fronteira do Oiapoque com a Guiana é feita por contingentes integrados da PM, Polícia Civil, PRF e Exército.
É pra combater tráfico de armas e drogas, cada vez mais crescente.