Excepcionalidade



Ferraz justifica pedido de pressa porque falta de julgamento impede diplomação, por isso se aplica, segundo ela, excepcionalidade e urgência na concessão da liminar.