Indulto



Bolsonaro finca pé no chão do sistema prisional e assina decreto abrindo cárcere aos condenados diagnosticados com doenças graves após condenação.
Gesto humanitário que merece aplausos.