Novo HE



Sobre o novo HE, na ZN, que ajuda a viabilizar, Bôsco diz crer que obra será concluída no máximo em 3 anos.
E adita: “Obra precisa andar urgente, pois vai desafogar o HE, que mais parece um campo de concentração”.