Baralho



Randolfe tem conversado com Davi e aguarda uma posição de Clécio sobre a indicação do nome para sucessão municipal em Macapá.
Mas agora com prazo, porque se até início de junho apito não trilar, ele (Randolfe) recorre à sua carta já guardadinha na manga do paletó.
Carta de naipe ainda sob ‘segredo mortal’, dizem assessores, à brinca.