Incrédulo



Ericláudio: “Não vejo fundamentação jurídica pra uma comissão processante, porque nenhum ilícito foi praticado, mas tudo ainda está muito incerto.”