Rejeição



Desta feita pela caneta de Toffoli, Brahuna tem mandado de segurança novamente negado no STF.
Ele estranha, porque o objeto da acusação restringe-se ao cargo de corregedor geral e nada a ver com o exercício do desembargo.