Descaso



Entra ano, sai ano, e águas seguem destruindo casas na Beira-Rio —no Perpétuo Socorro e Aturiá, mais precisamente.
E ninguém move uma palha sequer pra impedir aquilo e evitar que famílias inteiras fiquem sem onde morar. 
Triste.