Esperneio



Camilo fez subir ao TSE recurso contra multa de R$ 80 mil do TRE por conduta vedada nas eleições de 2014, resultado de ação proposta pela coligação ‘A Força do Povo’ –Gilvam como ala de frente.