Fartura



“Pode até faltar voto (toc! toc! toc!), mas vice, nem tanto”, observa à brinca Clécio Luís (Rede).