E aí, moçada?



Nos tempos de Collor, jovens pintaram rostos e acabaram com a farsa do ‘caçador de marajás’.
E agora, fazem o quê, ante roubalheira e cinismo de um ex-presidente, que de repente virou milionário e diz que não roubou ninguém?