Certeza



Nem sonhem em mudança de rumos: privatização da CEA é um caso irreversível.
Já escrito na estrelas, e não passa de 2017.