Espera



Com pés fincados no chão, pra não quebrar a cara, o GEA, precisamente, ainda não pode mensurar o montante que o estado vai receber dos R$ 51 bi repatriados.
“É mais seguro comemorar só depois que Brasília sinalizar oficialmente”, diz uma fonte do Setentrião.