Reação



Com palavra negada por Kaká, Lemos soltou nota repudiando atitude:
“Foi um absurdo e de um proselitismo desnecessário; só queria desejar boa sorte à gestão dele. Nada mais”, desembuchou o psolista.