Solidariedade



Com maré agitadíssima, e aconselhada por mais experientes, comitiva de Clécio, Randolfe, Lemos, Davi e outros, não chegou a concluir viagem até Bailique, sábado 8.
Mas sem nenhum prejuízo para a ajuda humanitária que a prefeitura já desenvolvia na região desde a sexta 7, por conta do fenômeno ‘terras caídas’, que tem provocado estragos no Arquipélago do Bailique.