Transgressão



Flagrante de furto de energia na UNA trouxe a lume lamentável e odiosa prática: sede sendo locada a terceiros pra funcionamento de ‘dançará’, o que se constitui desvio de finalidade.
Sei, cada caso é um caso, mas, de qualquer forma, eis aí um dos ‘porquês’ do colunista não concordar que se faça da Residência Oficial um Centro Cultural (ou coisa parecida) —talentos à parte, são poucos os que preservam patrimônio público.