Espera



Enquanto milhões de reais deixam de circular na economia amapaense, Plano Collor segue enfiado na gaveta da ministra Cármen Lúcia, do STF, a quem cabe o trilar do apito final.