Prisão



Na decisão de bloqueio, Kopes advertiu: eventuais ameaças ou atos retaliatórios contra membros do Conselho Tutelar poderão caracterizar crimes e atos de improbidade, ensejando medidas para obstar tais práticas.
Prisão, claro!