Imbróglio



E o ramerrão Fieap parece não ter fim.

Agora a Justiça destituiu aquela junta e aprovou outra para administrar a  instituição, que desde muito tempo não se ajusta porque os dirigentes que se sucedem amam apenas o poder, nunca a entidade