Pendência



PPS daqui é condenado na Justiça a pagar dívida com gráfica da campanha de 2014.

R$ 138 mil é a fatura,  pela impressão de material de propaganda de candidatos da coligação que tinha Jorge Amanajás como postulante ao GEA.