MP



No primeiro ano do governo Bolsonaro foram editadas 48 medidas provisórias, das quais 24 já tiveram a análise efetuada pelo Congresso. 11 medidas não viraram leis porque perderam o prazo para a votação ou foram rejeitadas. Para 2020, 24 delas ainda permanecem com análise pendente.