Em desacordo



Waldez Góes (PDT), do Amapá, critica decisão do presidente Bolsonaro de excluir governadores de Conselho da Amazônia, já nomeado pelo PR e com o vice-Mourão na linha de frente.

“Discutir Amazônia sem agentes locais é inconcebível, diz governador do Amapá”, registra matéria na revista Veja.