Necessidade



Clécio voltou a defender a liberação de médicos cubanos durante videoconferência com a Frente Nacional dos Prefeitos e ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello.

“Em Macapá, nós teríamos condições de contratar pelo menos 30 médicos cubanos para atuar no combate à Covid-19. Porém, há muita resistência à contratação desses profissionais pela ausência do revalida”, destaca Clécio.