Mantida



No TRE, Lages (TJAP), seguido por outros pares, aceita parcialmente recurso de Patrícia Ferraz; retira multa, mas mantém condenação.

Assim, impedida, Ferraz segue dependendo do TSE para fazer valer candidatura em outubro.