Parceria



 

Economia de Macapá pode ser aquecida com bolivares venezuelanos.
Por conta de investimentos articulados pela prefeitura na Embaixada da Venezuela, mas com o Itamarati acompanhando negociações.