Sovina



Candidatos a federal, uns e outros, já se revelam insatisfeitos com Abdon, do PP, que, alegam, “não está sendo justo na divisão e distribuição do cobiçado ‘fundão’ do PP.

E, revoltados, já ameaçam puxar freio de mão e acabar com a farra geral.

Saudosismo



“Saudoso dos embates políticos no legislativo estadual”, como tem dito, Jorge Salomão também já corre na pista pra reconquistar lugar ao sol.

E desta feita pelo PL, de Vinícius Gurgel.

Mentira



É um desafio, nesse período eleitoral, lidar com a chamada “indústria” da desinformação, ou fake news, como queiram.

É boataria que não acaba mais, que nem pardal, MPE e ouvidorias acabam não dando conta.

No jogo



Ex-prefeita, Maria Orlanda (Oiapoque) já se acertou com a Justiça (TSE) e, enfim, ficou elegível a estadual, em outubro.

Projeção



Pesquisa Ipec, no detalhamento dos votos válidos, mostra Clécio com 54% contra 39% de Jaime. O que sugere que a eleição hoje já estaria definida em 1º turno.

Números



Mesma projeção, em conta apenas os votos válidos para o Senado, Davi ganharia de Rayssa de 47% a 36% —também com base no relatório da pesquisa Ipec, do sábado 17

Logística



TSE reforça ações de acessibilidade para as eleições 2022.

Eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida terão a possibilidade de votar em seção com acessibilidade que atenda melhor às suas necessidades, como acesso à rampa ou elevador.

Calendário



Eleitor que perdeu o título ainda tem até esta quinta (22) para correr atrás de 2ª via e, assim, votar.

Mobilidade



Benedito Conceição (Setrap) anuncia que o Estado está implantando barreiras New Jersey, na Rodovia Duca Serra.

“As peças são fundamentais para o projeto de duplicação da rodovia, pois além de dividir as pistas, oferece à população um trânsito mais seguro”, diz Bené.

Pesquisa



Clécio (Governo) e Davi (Senado) lideram pesquisa Ipec, deste sábado 17.

Os porcentuais da pesquisa para Governo e Senado são os seguintes:

 

Governo:

Clécio (SD), 50%; Jaime (PSD), 36%; Gilvam (MDB), 4%; Gesiel  (PRTB), 2%; Gianfranco (PSTU), 1%; e Jairo (PCO) também 1%.

 

Senado:

Davi (UB), 44%; Rayssa (MDB), 33%; Capiberibe (PSB) 9%; Guaraci, 4%; Sueli (PRTB), 1%; Valdenor (Avante) e Marinaldo (PCO) não pontuaram.

Sobe e desce



Compare, a seguir, números da pesquisa Ipec com a pesquisa Quaest, publicada recentemente.

Quaest/Senado

Davi 43%

Rayssa 22%

Ipec/Senado

Davi 44%

Rayssa 33%

 

Quaest/Governo

Clécio 44%

Jaime 34%

Ipec/Governo

Clécio 50%

Jaime 36%

Rejeição



Pela pesquisa Ipec, Gilvam desceu de 5 para 4 pontos. E, pior, com uma rejeição de 50% —eleitores que jeito nenhum votariam nele.

Bem aceito



Segundo pesquisa Destak, liberada recentemente, 79% da população aprovam a gestão de Furlan em Macapá.

Ramificações



O Solidariedade, partido de Clécio no Amapá, está ligado a 4 outros partidos com candidaturas à PR: Soraya (UB), Ciro (PDT), Lula (PT) e Bolsonaro (PL).

Conspiração



Gilvam já embolsou R$ 500 mil pra turbinar campanha, mas ainda segue queixoso, se autoproclamado “vítima de um movimento obscuro nas entranhas do MDB”, ele dizendo.